Artigos e Mídia

Entrevista à Coluna “Seu Dinheiro” da Folha de São Paulo

30/11/2020

FONTE: https://www.seudinheiro.com/2020/bolsa-dolar/bolsa-dolar-fechamento-3011-novembro/

Dólar cai 7% no mês

O dólar, por sua vez, teve um recuo de 7% em novembro, refletindo a maior entrada de fluxos estrangeiros no país.

O enfraquecimento da divisa é consequência do redirecionamento de recursos de investidores de economias desenvolvidas para as de emergentes, como é o caso do Brasil, em meio à esperança de vacinas e após a eleição de Biden.

Entre as divisas desses países, o dólar apenas apresentou alta em novembro frente ao peso argentino. A moeda americana apresentou maior queda diante do peso colombiano, do real brasileiro e da lira turca.

"O mês de novembro teve evolução favorável do dólar no exterior, em função do termino da eleição, da vacina, e houve uma recuperação de moedas emergentes", diz Eduardo Velho, sócio e economista-chefe da JF Trust Investimentos.

O economista reconhece que o movimento de apreciação das divisas emergentes foi predominante no mês, mas que há fatores domésticos limitando a intensidade da menor aversão ao risco, afetando tanto o mercado de câmbio quanto o de juros.

"Ainda não deve ter votação do orçamento em dezembro, a única coisa que parece consenso é que o auxílio emergencial não vai ser prolongado. Sem orçamento, sem gatilho [a PEC emergencial possui um gatilho para corte de gastos em caso de descumprimento da regra de ouro], sem LDO, o governo pode parar, pode pesar na atividade econômica, pesar nas empresas."

Sobre a sessão de hoje, o economista do Banco BV, Roberto Padovani, afirmou que os riscos globais se sobrepuseram aos locais, pesando sobre o desempenho do dólar e dos juros.

"Dia já estava instável fora do país, é Opep e China", afirmou ele, sobre a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo sem definição sobre prorrogação dos cortes e também sobre a sanção dos Estados Unidos a uma empresa chinesa que supostamente vendia tecnologia para a Venezuela, novo episódio de piora do relacionamento entre Washington e Pequim.

O Dollar Index (DXY), que compara o dólar a uma cesta de moedas fortes como euro, libra e iene, também aponta para cima, indicando a força global do dólar na sessão de hoje.

No fim do dia, o dólar fechou em alta de 0,4%, cotado aos R$ 5,3462. Se no mês caiu 7%, é bom não perder de vista que no ano ainda acumula ganhos incríveis, superiores a 33%.





Como Investir
CVM
Banco Central do Brasil
Anbima
JF Trust - Gestão de Recursos
Av. Ataulfo de Paiva, 517, sl. 303
Leblon, CEP: 22440-032 - Rio de Janeiro - RJ
Tel/Fax: +55 (21) 3507-0604 | 3576-1348